Câmbio . . . desligo

Soda cáustica na mente.
Soda cáustica na mente.
Tempestuosas
correntes elétricas sobrevoando
sobrenaturais
estações de rádio ativadas
dizendo
”algo está errado”.

Soda cáustica escorregando
nos degraus.
Para
lisando:
medo e delírio repentino,
mas não em Las Vegas,
meus amigos.

Dunas de correntes elétricas
correntes elétricas
provocando temores repentinos:
brilhando
transmitindo
algo temeroso
entre os oceanos
de soda cáustica.

” É o fim.
É o fim de algo
e o começo de
outra parte
muito preocupante,
meus amigos”

Senhores passageiros,
apertem os cintos,
pois a soda cáustica
está deslizando
e causando desordem social.

Então seus guardas,
corram rápido
e venham dar um jeito
nessa bagunça.

Guardas,
acendam os faróis
dos seus carros,
dos seus carros
da polícia rodoviária,
e me procurem
me salvem
me libertem
antes que os cães
comam a sangue frio
os pedaços de sanidade
ainda restantes.

Os cães
não podem ser soltos,
meus amigos
se não está tudo
verdadeiramente perdido
e não haverá nada,
nada a ser feito.

Tranquilizantes vendidos
por empresas
que ganham com desvios psíquicos
não irão eliminar
as constantes calamidades
provocadas pelas chuvas
de soda cáustica,
portanto seus guardas,
venham logo.
Abram os portões.

Câmbio . . . desligo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s