Com espanto

O gato bebe leite
o rato come queijo
e eu escrevo poesia
enquanto a métrica dança em cima da carne viva
e os dias de sol intenso
e as noites obscenamente enluaradas
deixam meus pensamentos esbugalhados.

Anúncios