Isso não é uma poema dadaísta.

 

Nesses dias,
os acontecimentos tem gosto de terra
e o agora é passageiro.

Eis nós aqui,
sentados no sofá,
rememorando causos antigos
sorrindo com os dentes sujos de sangue.

Sentindo a energia um do outro e se assustando com isso.

Aquela tesoura…..
eu tinha medo dela.

Sim, sou esponja
e isso me deixa estarrecida.

Nesses dias, sento de frente
pra máquina de escrever
e ouço os gansos gritando.

Observo a sala vazia                                                                                                              e ensaio o que vou dizer a minha consciência.

Sim, sou uma não-atriz
da minha própria mentira e isso me atraí.

Nesses dias, sinto-me como o Jack
do Clube da luta
indo em grupos de apoio receber acolhimento,
pois o mundo não oferece isso.

Se sentimentos negativos roubam-lhe a alegria de viver,
procure-nos.

Sim, recebi a moeda verde e foi carinhoso.

Observo a casa vazia e percebo que a solidão
é uma das formas de entender a si mesmo.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s